Arquivo para visitas da Naara

Sugestões musicais – parte III

Posted in Canções, Visitas ao Snape with tags , , , on 11/03/2013 by Naara Andrade

*Abre a porta, espia. Entra limpando a poeira e as teias de aranha*

Oláááá pessoal, what´s up?

Finalizando um “pequenino” período de tempo sem postagens, eu fico feliz em ressuscitar os posts musicais!

Mas o que são os posts musicais, para você que é novo por aqui?

Bom, como tudo neste blog, nossos textos são relacionados ao personagem Severus Snape, Mestre de Poções  daquele singelo  garotinho de óculos quebrados, daquela saga que leva o seu nome.

Assim sendo, tivemos a ideia de pesquisar músicas cujas letras remetessem a  algo da vida do enigmático personagem. E pasmem ou não, já achamos várias.

As pessoas também tem dado suas sugestões nos comentários, o que é muito legal! Todas são anotadas para uso futuro, portanto, hoje eu venho aqui com uma dessas sugestões, a da leitora Camila.

A canção da vez é a “Hand of Sorrow” do Within Temptation. Eu não a conhecia, então fui atrás da letra e tive uma bela surpresa: a música tem uma melodia lenta e triste que parece ser uma perfeita narrativa do tormento pelo qual o nosso amado professor passou durante grande parte de sua vida. Como um breve exemplo, observem este trecho:

“Ele está divido entre sua honra e o verdadeiro amor de sua vida

Ele orou por ambos, mas foi negado”

 Bastante sugestivo, não acham? Mas nada melhor do que deixar que vocês tirem suas próprias conclusões, e claro, elas serão muito bem-vindas nos comentários logo abaixo.

Para quem quiser ler acompanhando a canção, clique aqui.

Continue lendo

Anúncios

Dia dos professores

Posted in Visitas ao Snape with tags , , on 15/10/2012 by Naara Andrade

Olá a todos! What´s up?

Eu não poderia deixar a data de hoje passar em branco. Como vocês sabem (ou acabaram de descobrir), este é um blog dedicado ao maior e melhor Mestre de Poções que Hogwarts já teve. Ou seja, Severus Snape, um temido, odiado, amado, respeitado, professor.

Hoje (15/10) é dia do professor, pessoas! Estes seres que nascem com a vocação, convicção e determinação de educar (ou morrer tentando).

O fato é que muitas vezes eles conseguem de uma forma tão especial que deixam marcas positivas cravadas em seus discípulos para sempre.

Este é sem dúvida o caso do nosso Mestre, que provou, mesmo com sua rigidez e autoridade, ter sido o melhor professor que Harry Potter já conheceu.

Para fechar este singelo texto, seja você Potteriano ou não, Snapete ou não, tenha um feliz dia do professor!

*Agradecimentos à Sheyla Lopes por ter contribuído com este post catando imagens para mim*

– Ora ora, finalmente um tema decente em toda esta balbúrdia.

– Professor!

– O que você esperava, um texugo? E o que faz a esta hora da noite em minha sala de aula?

– Bom, não lhe parece óbvio? Dia dos professores…. texto de dia dos professores… professores, sala de aula… Entendeu?

– Hmpf. Desta vez eu também quero dizer algumas palavras: minhas congratulações àqueles de vocês que passam considerável parte do ano aguentando pestes cabeças-ocas. Se eu não fosse também um professor, estaria me perguntando como vocês conseguem. Gostaria de fazer uma menção especial a membros deste, hm, curioso grupo. Claudia Rabelo e Catarina Barboza, que não deixam de ser minhas colegas, e também a Marina Ângela e Fernanda Porcel, que mesmo por um pequeno período, compartilharam os ossos do ofício.  Sempre mostrem aos alunos quem está no comando, e se possível, tentem não matá-los. Tenham uma boa noite.

Sim, ele existe!

Posted in Snapeando, Visitas ao Snape with tags , , , on 03/07/2012 by Naara Andrade

Olá Snapetes de plantão, what´s up?

Desta vez eu deixarei de lado as letras musicais e os colecionáveis, por um motivo especial.

Cá estava eu navegando descompromissadamente nas internets da vida, quando me deparei com uma notícia, já velha conhecida. Sabem o professor de química da J.K. Rowling? Aquele mesmo, o “Snape da vida real”?  Pois é. Algumas de vocês já devem ter visto fotos da figura, mas sei que outras ainda não o conheciam “fotograficamente”, por assim dizer.  E também devo dizer que o professor de química John Nettleship não só inspirou o psicológico do personagem Severus Snape, como também o físico! Ele é o Snape esculpido em carrara!

John Nettleship

 

Severus Snape

Decerto que tem suas semelhanças, não acham?

Outra coisa que me chamou a atenção quando fui pesquisar mais imagens deste duas vezes enigmático professor, foi o modo como ele foi capaz de brincar consigo mesmo em algumas fotos, fazendo as poses típicas do morcegão. Em uma delas, até nos mostra um frasco suspeitíssimo, like a true Potions Master!

O que me fez pensar que talvez, ele não fosse assim tão carrancudo como a sua antiga aluna quis fazer transparecer. Afinal, os alunos mais jovens nem sempre apreciam uma boa rigidez de ensino. Mas eu penso que ela deve ter passado a respeitá-lo com o tempo, já que o transformou em um dos maiores heróis de toda a saga potteriana, no fim das contas.

Infelizmente, devo encerrar este post com uma nota triste: o “Snape da vida real” deixou este mundo em 2011, com 71 anos de idade, depois de uma longa luta contra um câncer. Deixo vocês com meu minuto de silêncio.

Fontes:  Google –  Wikipedia – http://blogs.pop.com.br/cinema/o-snape-da-vida-real/

– Você tinha de contar a todos eles – ralhou Snape.

– Eu disse para você ficar tranquilo. Sabe que nenhum muggle poderia ver esse post depois daquele feitiço que nós pusemos nele, lembra? Ninguém ficaria sabendo de sua identidade naquele mundo.

– Agora é tarde. – Severus contraiu os lábios, contrariado – Agora que me desfiz desta identidade, tenho de agir rápido. E não, não pense que a senhorita sairá desta incólume. – sentenciou, apontando um dedo acusador.

– Mas… Sev!

Meu pequeno Sev plushie!

Posted in Colecionáveis, Visitas ao Snape with tags , , , , , on 29/06/2012 by Naara Andrade

Olá pessoal, what´s up?

Já temos contabilizado aqui no Caldeirão 3 posts de colecionáveis e 3 posts musicais. Assim sendo, e já que os 3 posts anteriores foram sobre canções, aproveito para lhes trazer algo cute, trazido à tona por garimpadas certeiras na noite (mais especificamente, no Flickr).

Arte de Deadcraft

Ah, o que esse pessoal faz com uma agulha e algumas linhas. Ele não é lindo?

Eis aí um Severus para você apertar, apertar e apertar, like a true Felícia. Pink e Cérebro agradecem.

A artista (ou O artista, como pode ser que seja), disponibiliza também links de seu blog e de uma fanpage no Facebook, em cada página de seus produtos, para os interessados. Eu já curti =)

– Fiquei com uma cabeça desproporcionalmente grande. – observou o Mestre de Poções.

– Então, é isso o que faz do estilo algo cute.  Admita, não dá vontade de agarrar esse cabeção e apertar até os olhinhos saltarem pra fora?

– É. Certamente que dá vontade. – admitiu Severus Snape, por outros motivos.

Uma viagem musical

Posted in Canções, Visitas ao Snape with tags , , , , on 20/03/2012 by Naara Andrade

Olá pessoal, tudo beleza?

Hoje eu venho até vocês para iniciar uma seção novinha em folha, cujo título, bastante sugestivo: “canções”.
Não, infelizmente, nosso amado mestre não nos dará a alegria de ouvi-lo cantarolar. O que tentarei mostrar aqui é uma espécie de viagem musical através de vários ritmos, que possam nos lembrar de partes da vida e características do Mestre de Poções.

Por exemplo, já perceberam que certo trecho da sua música favorita pode, de repente, se apresentar sob outro ponto de vista? Certo dia eu estava prestando atenção em um trecho de Last Kiss do Pearl Jam, e pude sentir a parte mais triste da vida de Severus Snape expressa naquelas palavras. Será que vocês concordarão com esta que vos escreve? Vejam o trecho citado da letra original (extraída do http://letras.terra.com.br/pearl-jam/30320/traducao.html) seguida da tradução  e tirem suas próprias conclusões:

Last Kiss – Pearl Jam
“…Oh where, oh where can my baby be?
The Lord took her away from me.
She’s gone to heaven, so I’ve got to be good,
So I can see my baby when I leave this world.
(…)
When I woke up, the rain was pourin down.
There were people standin all around.
Somethin warm flowin through my eyes,
but somehow I found my baby that night.
I lifted her head, she looked at me and said,
“Hold me darlin just a little while.”
I held her close, I kissed her–our last kiss.
I’d found the love that I knew I had missed.
Well now she’s gone, even though I hold her tight.
I lost my love, my life– that night…”

————***————

Último Beijo – Pearl Jam
“…Oh, onde, onde estará o meu amor?
O senhor tirou-a de mim
Ela foi para o céu, então eu tenho de ser bom
Assim, verei meu amor quando deixar este mundo.
(…)
Quando acordei, a chuva caía
Havia muita gente em volta
Algo quente escorreu pelos meus olhos
Mas, de alguma forma, eu encontrei meu amor naquela noite
Eu levantei sua cabeça, ela me olhou e disse:
“Me abrace, querido, só por um pouco”
Eu a abracei forte e a beijei – nosso último beijo
Eu encontrei o amor que eu sabia que havia perdido
Bem, agora ela se foi, mesmo eu tendo abraçado-a com força
Eu perdi meu amor, minha vida, naquela noite…”

Excetuando-se algumas partes, foi como se eu estivesse visualizando toda a cena em Godric’s Hollow; um Severus em frangalhos debruçando-se sobre o corpo sem vida de sua amada. As divagações iniciais também lembram em muito o seu estado de espírito posterior a este fatídico acontecimento. Afinal, ele foi ou não “bom” ao aceitar as difíceis missões que lhe foram impostas, incluindo aí a missão-mor de proteger o filho dela? Estava ou não o nosso mestre em busca de redenção, para, quem sabe, um dia poder vê-la novamente?

E vocês, o que acham? Realmente encaixa? Forçado demais?
Eu aceito sugestões para o próximo post!

– Como você pôde? Isto é pessoal. Muito pessoal – retorquiu Snape
– Calma, Severus… eu não falei nada que nós, suas fãs e defensoras, já não saibamos…

A coleção engarrafada

Posted in Colecionáveis, Visitas ao Snape with tags , , , on 29/02/2012 by Naara Andrade

Olá mais uma vez!

Hoje eu tinha outros planos para esta postagem, mas vendo um compartilhamento da Tex Viana, achei bacana deixar registrado por aqui.

Trata-se de uma loja no Etsy (www.etsy.com), onde pessoas de várias partes do mundo podem vender coisas que elas produzem manualmente. Neste caso em específico, a Tex achou esta loja que, além de outras coisas relacionadas ao mundo potteriano, vende uma (linda *___*) coleção de poções engarrafadas do nosso mestre.
Dei uma boa olhada no estoque da vendedora no que diz respeito a coisinhas do Sev, e aparentemente todas as poções e vários dos igredientes mencionados no livro podem ser encontrados por lá, como as pedras Bezoar e a poção Amortentia.
São recipientes com vários formatos e cores, e as etiquetas estão bem condizentes com o ambiente do laboratório das masmorras. Uma verdadeira pena eu estar lisinha da silva…

Abaixo, alguns exemplares. Reparem na beleza e delicadeza dos vidrinhos.


Aqui vai o link da mencionada seção: http://www.etsy.com/shop/DiagonAlley?section_id=10059893

E então, o que vocês achariam de ter um laboratório particular de poções?

– Não me recordo de ter feito um estoque inteiro para esta loja…

O som de assobios desinteressados preencheu o local.

– Não sei não… você andou verificando o seu acervo particular esses dias?

Da série: Um Sevinho só para você!

Posted in Colecionáveis with tags , , , , on 04/02/2012 by Naara Andrade

Olá pessoal, tudo beleza?

Continuando as minhas postagens aqui no Caldeirão, hoje eu trago até vocês uma coisinha muito tifofa que eu achei enquanto garimpava o Deviantart.

Trata-se de Snapes de pelúcia (nas versões infantil e adulta), feitos por prismtwine

Os bonecos são de tecido, e no caso do primeiro, tem suéter de crochê e tudo, e a capa e o livro são removíveis!   *Conta as moedinhas*

A artista aceita encomendas, mas quem estiver interessado em adquirir esta belezinha terá de se informar sobre frete (shipping) e outras coisas acerca de transações internacionais, pois ela é conterrânea do nosso amado mestre. Além deste boneco, ela tem outros, de temas variados, vale uma olhada na galeria da moça!

Espero que tenham gostado tanto quanto eu!  Até o próximo post!

– Você ainda por aqui? – comentou Severus Snape de modo vago, ciente de que qualquer esperança em sentido contrário seria gasta em vão, assim que adentrou em seus aposentos depois de mais um dia cheio de trabalho.

– Claro, porque eu não estaria? – respondeu a moça, ostentando um sorriso de orelha a orelha.

– Mas como é que você consegue entrar aq… ah, dane-se. – Ele acenou uma das mãos ao léu.

Severus não pôde deixar de perceber que, posicionado bem no colo dela, junto ao já conhecido notebook, havia uma espécie de boneco, que lhe pareceu assustadoramente familiar. Aproximando-se, percebeu que ele tinha cabelos negros e compridos como os seus, vestia roupas negras cheias de botões exatamente como as suas, e lançava ao vazio o seu próprio olhar, um tanto carrancudo.

– Merlim – Severus sussurrou, encarando a sua versão miniatura – O que você pretende fazer com isso, sua maluca? Vodu?

– Imagina, Sev. – ela passou a acariciar os cabelos plastificados do boneco – Eu gosto de tê-lo por perto na sua ausência. Mas agora que você chegou, vai tomar seu banho, que você deve estar morto de cansado, e depois vem aqui ver a coisinha linda que eu achei =]