Arquivo para Férias

Parte 3 – fim das férias…

Posted in Fanarts, Fanfiction, Férias do Snape with tags , , , , on 26/11/2011 by Shey

Semanas se passaram, e como nenhuma Snapete foi buscá-lo, Snape permaneceu em Belém apreciando o calor dos trópicos e a hospitalidade nortista. Desta maneira, o casal caminhava pela areia da praia sem se preocupar com o tempo enquanto apreciava mais um dia belo e ensolarado.

— Eu não falei que seria divertido?

— De fato, foi uma experiência… interessante.

— Falou o homem que quase comprou todas as ervas amazônicas que encontrou no ver-o-peso! — Ela riu leve.

— Tenho que admitir que encontrei alguns itens interessantes.

— Alguns? Você gastou uma pequena fortuna naquela barraca, Sev. E admita, você se divertiu!

— De fato.

— Eu só vi seus olhos brilharem daquele jeito quando encontramos aquele igarapé no seu segundo dia aqui. — Shey riu com gosto ignorando a carranca que ele fez.

— Aquilo não foi engraçado.

— Claro que foi, sua cara de alívio por ver água corrente depois de caminhar por tanta areia foi… foi… fantástica! Você não sabia se corria pra água ou esperava pra saber se era algum tipo de miragem.

— Não exagere, eu não sabia que andaríamos tanto depois da praia.

— Nem eu, senhor “eu não vou ficar de sunga em público”!

Nova carranca que a fez sorrir, mas ele não a deixou sem uma resposta.

— A senhorita também não reclamou depois de encontrarmos um lugar mais… reservado.

— Quem, eu? Mas quando?! — Ela sorriu inocente. — Por que eu vou reclamar de uma coisa dessas?

— Foi o que pensei.

— Exato, e conhecendo o senhor, sei que está louco por outra dose de sorvete. Quem diria, Severo Snape é um apaixonado por sorvete de…

— De qualquer coisa que esteja gelada!

— Qual é, Sev? Pensei que já estava acostumando com o calor! Olha só o tempo que você está aqui, nem está tão quente hoje, você tem que concordar.

— Humf! — ele resmungou.

— Concordo que foi um choque térmico, mas você acostumou, né?

— Ok, eu acostumei.

— Eu sabia! — Ela riu. — E você fica bem melhor sem aquele monte de roupa.

Neste momento uma grande coruja pairou sobre eles e deixou cair um envelope.

— Ih, parece que se lembraram de nós!

— Estava me perguntando quanto tempo essa paz duraria.

— Não seja mau, elas não vão aprontar com você. “Não muito!” — ela acrescentou enquanto pegava o envelope e soltava a coruja.

Shey riu e abriu o envelope.

— Veja o lado bom, não é um berrador.

— Leia logo e diga qual a minha sentença!

— Que dramático! — Ela fez uma pausa enquanto lia e acrescentou, rindo: — Bem, basicamente fui acusada de sequestrar um certo Mestre de Poções e tenho que devolvê-lo até sexta-feira ou você será sequestrado de volta.

— Posso ver o quanto fiz falta.

— Nós te amamos, ainda não percebeu?

Ele ficou muito quieto, olhando pra ela sem responder.

— Anda, temos mais um dia inteirinho para aproveitar, e como sou boazinha, você pode gastar fazendo o que quiser!

— O que eu quiser?

— Sim, o que quiser. Diga e faremos!

O olhar dele disse tudo, e ela apenas respondeu:

— Ok, vamos pegar sua sunga!

Sexta-feira chegou e se foi sem ninguém aparecer e nenhuma chave de portal ser ativada, até que no final da tarde a campainha tocou.

— Olha só, veja quem apareceu. Oi, Fer! Oi, Claire!

— Onde foi que você se meteu, Shey? Era pra ficar com o Sev um dia, UM dia, e não um mês!

— Calma, Claire, ele não tinha onde ficar, ninguém me deu programação nenhuma de onde era o próximo lugar, então…

— Então você resolveu ficar com ele. Muito espertinha, Dona Shey, agora devolve o Sev!

— Calma, Fer, seu ‘amigo’ foi muito bem tratado. Ele está ali fora, foi pegar um ar na praia.

As três chegaram à pequena varanda e apreciaram o melhor pôr-do-sol do mundo.

— Viu, ele está vivo e bem cuidado. Agora, enquanto as senhoritas babam, eu tenho que tirar uma foto disso!

E essa foi a foto no fim do dia. Ele não parece fofo ao pôr-do-sol?

Anúncios