Archive for the Frigideira Category

Traquinagens

Posted in Frigideira with tags , , on 11/09/2010 by Shey

— Olá, pessoal do Caldeirão do Sev e leitores da Frigideira da Shey. Hoje estamos estreando um quadro novo. Sim, sim, eu sei que todos adoraram as fritadas, mas não precisam se preocupar. Elas voltarão com tudo!

O quadro de hoje é uma coisa muito especial e envolve alguém que, eu tenho certeza, todos adoram!

*vira e começa a falar com outra câmera*

— Sim, falo de ninguém menos do que Severo Snape em pessoa!

*aplausos enlouquecidos da plateia*

— Não pensem que foi fácil convencê-lo a participar. Na verdade, foi bem difícil, mas… Esta apresentadora que vos fala sabe ser convincente quando quer.

*pisca marota para câmera*

— Enfim… Vamos à brincadeira, porque hoje estreiam as Traquinagens do Sev!

*aplausos*

— Vocês já viram isso em muitos programas por ai, mas nunca com alguém que sabe realmente ser… como direi… espirituoso! E quem pensava que Severo Snape não tinha senso de humor pode acabar se surpreendendo. Vamos às imagens!

*demora na exibição…*

— O quê? Ah sim, a ‘voz da consciência’ está me chamando a atenção para que eu explique algumas coisinhas primeiro. Bem, a verdade é que essas imagens foram retiradas do circuito interno de segurança de Hogwarts. Como? Não entenderam? É o seguinte:

A Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts possui, ou possuía, uma rede mágica que, na melhor das hipóteses, lembrava um circuito interno de TV trouxa. Assim, toda escola era monitorada, e era desta forma que o nosso saudoso diretor Alvo Dumbledore se mantinha a par de absolutamente tudo o que acontecia no castelo e terrenos adjacentes. A escola era um verdadeiro “BBB”, minha gente, um Big Brother Bruxo!

*um grande Oh! foi ouvido da plateia*

— Mas pensem bem, como o Diretor Dumbledore ficava sabendo de absolutamente tudo o que se passava naquele castelo? Mágica?

*sorriso maldoso*

— Ele era muito espertinho, isso sim! Bem… foi assim, vasculhando algumas coisas perdidas entre as caixas e caixas de pertences, que nossa produção encontrou este achado (dentre muitos outros). Eu me pergunto se os diretores subsequentes tiveram acesso a tal material, ou se mantém o circuito ativo ainda hoje. De qualquer forma, o material encontrado é muito rico em informações, e a atual diretora, Minerva McGonagall, nos permitiu exibir apenas uma parte das imagens. Nelas, vocês verão Severo Snape em atividade, fazendo aquilo que nenhum de nós imaginou. Pregando peças!

*sorri para a câmera triunfante*

— Alguns devem lembrar de uma maldição em parte das masmorras? Bem… eu ficaria muito bem sentada na minha poltrona e prestaria toda atenção do mundo no que está por vir.

*a apresentadora faz uma pequena pausa*

— Já está tudo pronto?

*olha para os lados*

— Sim, a ‘voz da consciência’ me avisa que está tudo em ordem, então… Roda o VT!

Na sala de edição, todos os técnicos e funcionários estão paralisados, aparentemente congelados de alguma maneira.

— Sev, isso não é certo.

— Você disse que queria se redimir por roubar e publicar minhas fotos de infância, não disse, Fernanda?

— Disse, mas…

— Então faça!

— A Shey vai me matar… *suspira*

— Faça! *olhos estreitos*

*Fer aperta o botão*

*silêncio momentâneo, uma pequena estática aparece seguida de uma imagem de aviso*

Enquanto isso, ninguém vê o rastro de capa negra sair silenciosamente pela porta da sala de edição.

FIM.

Frigideira da Shey

Posted in Frigideira with tags , , , on 28/08/2010 by Shey

*Música de abertura. Roda vinheta com a voz do locutor MUITO parecida com a do Snape*

— Está no ar… a Frigideira da Shey. Boa tarde, Sheyla!

*Shey entra no palco mandando beijos pra galera*

— Loucura, Loucura, Loucura! Sejam todos muito bem-vindos à Frigideira da Shey, um programa que não é uma Brastemp, mas a apresentadora certamente faz de tudo um pouco pra alegrar a audiência!

* aplausos da platéia*

— Graças à audiência e todo o carinho de vocês, a Frigideira da Shey está de volta com mais uma deliciosa fritada! Fiquei sabendo que muitos autores começaram a sentir o cheiro e o gosto das próprias fanfics depois do prato da semana passada, mas aviso: isso vai acontecer muitas vezes ainda, porque, afinal, é com base nas fics de vocês que a Fritada vai para a frigideira! *rs*

E falando em fritada, a de hoje é Snape e o amor em Hogwarts (ou seria, clichês em Hogwarts?).

*vira pra galera que aplaude animada*

— Aqueles não muito familiarizados com as fanfics podem achar que estou repetindo o tema, mas não é bem assim. Cada ship, ou par, em uma fanfic, seja romântico ou não, tem o seu próprio clichêzinho básico. E como nosso querido mestre de Poções trabalha numa escola… Love is in Hogwarts! Duvidam?

*levanta a sobrancelha no melhor estilo Sev*

— Podemos usar até mesmo os clichês descritos no sábado passado; alguns deles são típicos para um ship em especial, e claro, se passam dentro da escola de magia e bruxaria mais agitada do mundo mágico! Afinal, quem mais serviria para ajudante/assistente/aprendiz do Snape do que a nossa querida Sabe-Tudo Hermione Granger? Hermione também pode perfeitamente ajudar a preparar uma poção para curá-lo de algum terrível mal, e nesse caso eu me pergunto por que uma aluna seria mais indicada do que qualquer curandeiro graduado do St. Mungos? Ou a própria enfermeira de Hogwarts, Madame Pomfrey.

Mas vamos viajar um pouco mais… A Srta. Lovegood, por exemplo, sempre tão avoada, tão distraída… sempre encontra um momento de sobriedade para fazer nosso mestre de Poções viajar na batatinha e se apaixonar por ela. Nada contra, pessoal, até porque acho a Luna super fofa. Mas lembrem-se do tempero!

*faz uma carinha risonha e um gesto de ‘por uma pitada de tempero’ com uma das mãos para a câmera e continua a falar*

— Não é pequeno o número de alunas que acabam apaixonadas pelo Snape, nas fanfics, claro! Porque, como comentou muito apropriadamente a nossa amiga Magalud, Sexy!Snape é coisa de fanfic, gente! Ainda que seja muito bom, é coisa de fanfic. Fato! Ainda assim, elas se apaixonam, e como se apaixonam. Seja pela voz de veludo, pelo andar sorrateiro, por alguns encontros ‘estrategicamente elaborados’ pelos autores, OU quem sabe a necessidade desesperada de alguma nota ou favorzinho especial do Diretor da Sonserina. Este é um exemplo clássico para a entrada de Pansy Parkison. A Srta. Parkison quase sempre adentra o escritório do Snape em busca de algum ardiloso favor sonserino.

Esse também é um bom motivo para outras sonserinas aparecerem, se lembrarmos das nossas Personagens Originais (P.O.s)

Nosso amado Snape aparece muito em fanfics de outros ships também! Sim, porque não? Duvidam?! Quantas vezes ele não flagrou casais de alunos em momentos de maior… er… como direi… maior carinho e intimidade pelos corredores de Hogwarts? Rony e Hermione, Harry e Gina, Draco e Pansy e tantos outros que o digam! Se ele vai participar do assim chamado ‘encontro casual’ promovido pelo autor… Bem, isso depende da censura da fic.

*vira pra câmera e levanta ambas as sobrancelhas*

— O fato geral é que o amor está presente dentro dos muros de Hogwarts, e se falarmos de tudo agora, o que será das outras fritadas? Bem, como diria o Diretor Dumbledore: — Tudo o que você precisa é amor! (All you need is love!) Opa, essa é do outro cara, um tal de John Lennon! *rs* De qualquer forma, a Frigideira da Shey fica por aqui, prometendo entrar nesse assunto outras vezes.

Até a semana que vem, pessoal. FUI!

*plateia aplaude, música sobre e a apresentadora sai do palco*

Frigideira da Shey

Posted in Frigideira with tags , , , on 21/08/2010 by Shey

*Música de abertura. Roda vinheta com a voz do locutor MUITO parecida com a do Snape*

— Está no ar… a Frigideira da Shey. Boa tarde, Sheyla!

*Entra a apresentadora no palco*

— Loucura, Loucura, Loucura! Sejam todos muito bem-vindos à Frigideira da Shey, um programa que não é sobre culinária, onde a apresentadora não é a Ana Maria Braga, mas sempre tem uma receitinha boa para você!

*pausa para os aplausos da platéia*

— Pois é, pessoal, estamos iniciando hoje um programa (se MERLIN permitir) semanal onde traremos aquelas coisinhas que sempre nos fazem rir nas fanfictions do fandom de Harry Potter – mais especificamente, é claro, as Snape-Fics! E na fritada do dia temos um prato muito interessante e comum nas fanfics: os Clichês!

*aplausos da platéia*

— É isso mesmo, gente. Todo leitor já deve ter se deparado com eles; não importando qual o gênero de preferência, sempre encontramos clichês. E, claro, nossas amadas fanfics não estariam de fora. Afinal, se os autores profissionais as usam, porque não nós? E é muito simples fabricar um:

*muda de câmera e faz cara de professora*

— Todo bom clichê começa com uma ideia simples e despretensiosa e, claro, regado a muita, mas muuuuuita falta de imaginação e boas intenções por parte do autor. Acredite, se você já sabe que gosto terá a fic pelo primeiro parágrafo, alguma coisa está errada. Se sentir o cheiro (nada agradável na maioria esmagadora dos casos) da fic é melhor fechar a embalagem, devolver ao cozinheiro e chamar a vigilância sanitária! (vulgo beta-reader)

Mas verdade seja dita, o cardápio para os clichês é tão variado que passaríamos dias comentando a respeito. Assim, neste programa comentaremos apenas os mais básicos, como por exemplo os clichês românticos. Antes de entrarmos realmente no assunto, é bom comentar que clichê também pode dar ótimas fics, se forem bem temperados! Neste caso, um bom clichê é como a batata na culinária mundial: a pobrezinha está na mesa do dia-a-dia, mas também aparece linda e maravilhosa nos pratos mais sofisticados da culinária francesa! O que muda tudo isso? O tempero, gente! O Tem-pe-ro!

*faz cara de entendida no assunto e muda de câmera antes de continuar a falar*

— Quem nunca leu uma fic com nosso amado mestre de Poções onde ele se apaixona perdidamente, perde totalmente a compostura, o jeitão malvado e ranzinza, levante a mão?!

*olha para a platéia e suspira desapontada quando vê algumas mãozinhas levantadas*

– Gente, vocês podem até terem lido muitas fics boas por ai, mas se leram qualquer fic minha, ou das Snapetes, é melhor abaixar a maozinha! Colaborem, sim?!

*espera um minuto até todos abaixarem as mãozinhas*

— Viu? Todo mundo já leu alguma atrocidade dessas. *rs*

Eu diria que os melhores clichês aparecem nas fics mais românticas e sempre estão recheados de açúcar, MUITO açúcar! Algumas deveriam ter avisos para os diabéticos ou vir com um kit de insulina grátis! É serio! Eu mesma já escrevi cenas e/ou sugeri cenas para amigas autoras onde fui obrigada a escovar os dentes quando tudo terminou ou teria sérios problemas com caries! Juro!

Ainda assim, o que pode ser melhor do que uma aluna totalmente apaixonada pelo seu professor mais inteligente e carrancudo? Já leram isso? Se isso é clichê na vida real, imagine numa fic!? Existe também a pobre e inocente vítima desavisada, que depois de atacada é salva pelo espião vestido de negro e com voz aveludada. E aqui tocamos num ponto interessante: elas sempre são desavisadas! Não sabem de nada, as pobrezinhas, nadica, necas, bulhufas, patavina! Caíram de pára-quedas no meio de uma guerra entre o bem e o mal, e só o Severo Snape pode resgatá-las.

Mas a lista é incrivelmente enorme, e não sei se darei conta de reportar todas as possibilidades aqui, mas vamos às mais comuns. (Ou seriam aquelas que consegui me lembrar?)

Temos o Sev doente no hospital, sendo cuidado por ninguém menos que… o futuro amor da vida dele! (A.K.A Senhor ou Senhorita FAVD).

Não podemos esquecer a situação contraria, claro!! Pois o Sr. ou Srta. FAVD também pode cair sob uma enfermidade abominável e raríssima onde só as poções dele, Severo Prince (o segundo nome dele não é Prince; ninguém sabe qual é, na verdade) Snape, o mestre de Poções mais ‘simpático’ e talentoso (tirei a aspa do talentoso, pq isso ele é!) do mundo mágico pode ajudar!

Mas por falar em poções, não podemos nos esquecer do laboratório onde elas são preparadas. Esse sim é palco de ótimas cenas e situações clichês! Sim, pois é nele que acontecem inúmeros acidentes desastrosos entre o supracitado FAVD e o nosso amado Snape. O que acontece depois disso? Só Merlin e a imaginação pra lá de fértil das autoras pode dizer. Contudo, nossa querida (ou querido) FAVD, seja ela quem for, pode ser uma aprendiz, aluna, ou até mesmo um membro da Ordem da Fênix. E eis que a presença dessa personagem adulta e estranha ao corpo docente ou discente da escola nos remete a outro clichê, minha gente! Eles podem perfeitamente estar trabalhando contra vontade, mas graças à persistência e insistência de Dumbledore e seu conceito sobre ‘O Bem Maior’ aceitam suportar a presença um do outro para fatalmente acabarem apaixonados.

Esqueci de alguma coisa?…

*apresentadora faz cara de pensativa até que seu rosto se ilumina*

— Claro! Ainda temos a filha do próprio Diretor Alvo Percival Wulfrico Brian Dumbledore.

*vira de ladinho e comenta baixo*

— Com um nome desses não me espanta que a J.K. o tenha tirado do armário, mas…

Bem, eis que surge uma filha de ninguém menos que o próprio Dumbledore para infernizar a vida do pobre Snape. É claro que a pobre garota vai odiá-lo desde sempre – ou será tão amável quanto seu papai saltitante. Ainda temos mais alguma sugestão?

*ouve alguém gritar no fundo da platéia*

— SIM, como poderia esquecer?! Sempre existe um ódio mortal e coberto de ressentimento, abandono, raiva e animosidade eterna entre o Sev e a já citada Srta. FAVD!

Enfim… O fato é que ele, Severo Snape, é arrancado de seu mundo simples e constante, cinza e frio lá das masmorras de Hogwarts para um mundo de cores, alegrias e incertezas onde o amor está no ar, e coitado, ele nunca sabe como lidar com isso.

Vejam bem, como disse no começo, um clichê não é algo ruim, de maneira alguma. Desde que haja tempero, todos esses casos são interessantes e dariam – e em alguns casos deram mesmo – fics muito bem elaboradas e cheias de ação, romance, intrigas… Enfim, cheias daquele tempero bom que adoramos ler e reler. O que não vale é o pobrezinho do Snape cair de amores de repente e ter o seu tão valorizado cérebro de espião fritado pelas autoras que dizem amá-lo tanto. Certas situações descritas aqui já proporcionaram as maiores e mais repentinas viradas nos acontecimentos de uma fic. Coisas verdadeiramente desastrosas!

*pausa repentina*

— Hum…

*Shey pára e pensa um pouco, o rosto iluminando-se num sorriso quase malvado*

— Isso daria uma ótima fritada, não acham? *rs* Afinal, qualquer fritada com Sev é um ótimo prato!

Beijos a todos e até a próxima!

Ah, e se alguém tiver ideias para as próximas fritadas da Frigideira da Shey, podem deixar sugestões e criticas no site. Será um prazer atendê-los! TCHAU!

*apresentadora sai do palco mandando beijos pra galera*