Arquivo de setembro, 2011

Parte 2 – Um pouco de calor e sol

Posted in Fanarts, Fanfiction, Férias do Snape with tags , , , on 04/09/2011 by Shey

Ela chegou à porta do quarto do hotel, bateu e abriu antes dele responder.

— Chega de tanto protetor solar, Sevie, você bem que precisa pegar uma corzinha! — Ela parou assim que entrou.

Ninguém no quarto. Ninguém no banheiro. Andou até a varanda para encontrá-lo sentado lá, um copo e uma jarra de alguma bebida gelada descansava sobre uma pequena mesa, mas o que mais a espantou foi o homem sentado na cadeira. Severo estava esparramado nela, as pernas da calça dobradas quase até o joelho numa tentativa de deixar o máximo do seu corpo a mercê da leve brisa que passava na varanda. Ao menos, o máximo que o seu pudor britânico permitia.

Aquilo a fez rir por dentro, mas Shey teria que aguentar firme se quisesse tirá-lo dali. Então, sorrateiramente, ela puxou uma câmera digital da bolsa e tirou uma foto.

Fanarte by RatCerature.

Shey admirava a foto no mostrador da câmera e não notou que Snape havia acordado com o barulho do flash.

— O que a senhorita pensa que está fazendo?

— Nada, só checando a bateria. Agora a pergunta certa é o que o senhor está fazendo aqui? — Tentou mostrar indignação, mas foi inútil esconder o sorriso. — Estou na portaria te esperando há quase meia hora.

— Tentando impedir minha combustão espontânea!

Shey riu baixinho, mas parou diante do olhar enfurecido.

— Ah, não está tão quente assim. Vamos lá fora e você verá. Tem vento, sombra das árvores…

— … e um sol inumanamente escaldante. Eu passo! Ouvi dizer que esta cidade fica em cima da maldita linha do equador. Por Merlin, nunca vi um sol tão forte!

— A cidade tem nome, Sev, chama Belém do Pará, e não fica “em cima da maldita linha do equador”, ela fica pouco mais de quatro graus ABAIXO da dita linha.

— Isso é realmente um alívio, agradeço a informação.

— Qual é, Sev, vai ser divertido! Quero te levar num lugar bonito. Podemos tomar banho de igarapé, é um tipo de riacho, sabe? Vai ser gostoso. Anda, vem comigo.

— Já disse que não vou!

Shey fez cara de magoada.

— É, mas você foi num Spa com a Fer, numa balada com a Aline, e comigo tá nesse doce?

— Está muito quente.

— Exatamente por isso, Sev. É pra refrescar!

— Refrescar? Eu vou entrar em combustão se for lá fora!

— Oh, não! Você é um vampiro e está com medo de brilhar a luz do sol até virar purpurina!?

— O quê?

— Bem, é isso que eles viram hoje em dia, não é?

A carranca dele não a permitiu segurar o riso.

— Anda, nem está tão quente assim. Prometo que te pago um sorvete do tamanho que quiser. E traz o guarda-chuva; ele pode ajudar.

— Eu não vou andar com aquela monstruosidade colorida! É o tipo de coisa que Alvo escolheria.

Shey não aguentou, deu dois passos para frente, agarrou as mãos dele e o puxou para fora da cadeira e da varanda, o sotaque paraense que ela tentava segurar aflorando em meio a raiva:

Égua do “caboco” mole! Levanta dai, bora!

Surpreso com a reação dela, Snape não teve outra alternativa a não ser seguir a Shey. Não sem antes pegar o guarda-chuva que estava encostado perto da porta de saída.

Parte 1 – Espera…

Posted in Fanfiction, Férias do Snape with tags , on 04/09/2011 by Shey

Horas de espera e nenhum sinal.

— Quando esses dois chegarem… aff!

Só depois do que pareceram séculos, e várias ligações para o celular da Fer, ela ouviu o barulho do motor de um carro se aproximando.

— Isso são horas? Onde os pombinhos se meteram? — Shey sorriu para a amiga enquanto ignorava a carranca do homem vestido de preto. — Esquece, pela cara de felicidade da Fer, o Sev deve ter experimentado a sunga nova dele.

— Aff, Shey. Nós somos amigos! E eu só o levei pra relaxar num Spa, só isso!

— Ah… Um Spa… Sei. Poooxa, porque eu não tive essa ideia?! — murmurou sonhadora por alguns instantes. — Ok, não precisa dizer mais nada, eu já entendi tudinho. E não, Sev, não adianta você levantar essa sobrancelha pra mim.

Fer apenas sacudiu a cabeça com ar de vencida.

— Toma conta direitinho dele, Shey.

— Pode deixar! Não vou judiar dele, prometo! — E com a melhor cara e voz inocente, Shey se vira para o Sev. — Então, Sev, pronto pra se divertir?— Como se eu tivesse alguma escolha nisso tudo.

— Ha-Ha-Ha! Você é sempre tão engraçado! Agora vamos, porque já adiei o horário da chave de portal duas vezes. Mais uma e teremos que ir de avião.

Ela puxou um guarda-chuva colorido e entregou-o para Snape, que fez uma cara tão ultrajada que a fez rir alto.

— Para que, em nome de Salazar, eu precisaria de uma monstruosidade dessas?

— É a nossa chave de portal, seu bobo, e acredite em mim, você vai precisar dele.

Resmungando, ele se despediu da Fer e agarrou o objeto.

— Até outro dia, Fer! — Shey também se despediu.

Eles desapareceram.